Arquivo | Fevereiro, 2011

Só Garotos

7 Fev


Olá leitores queridíssimos (e talvez inexistentes ]: ), como vão??

Hoje, o post vai ser uma dica de leitura.

No meu aniversário do ano passado, ganhei um cartão-presente da Saraiva do meu queridíssimo padrinho Cido, no valor de R$ 45,OO.

Demorei muuito tempo para decidir o que eu ia comprar e, como já estava terminando um livro que eu havia ganhado do meu pai, também no meu B-day (cujo qual, farei um post específico em breve), resolvi procurar outro livro para me distrair um pouco. De cara, vi “Só Garotos”, a autobiografia da Patti Smith (que passou a ser minha “musa inspiradora” depois que comecei a ler) e senti que era aquele (eu tenho uma intuição danada). Foi bem quando ele havia sido lançado no Brasil, e passei alguns meses só desejando. Em um belo dia, daqueles raros em que eu vou para o shopp

essa foto é só pra mostrar o livro, o cabelo bagunçado e a cara de sono são brindes

ing só para passear, entrei na Saraiva só pra ver se tinha algo que me interessava e, lá estava ele, escondido embaixo do “Marley e Eu”. Como sou uma pessoinha muito precavida (not), estava com o cartão na carteira. Como já havia sentido que aquele era o livro, comprei por R$ 39,OO (pelo o que eu me lembro).

Voltei para casa super ansiosa para começar a lê-lo, mas ainda tinha que terminar o outro (sou muito lerda para ler, principalmente quando o livro começa a ficar chato á partir dos anos 90 ¬¬‘) e sou meio confusa para ler 2 livros ao mesmo tempo .

Há algum tempo atrás (finalmente) terminei o “Que Rock é Esse?”, e comecei a ler o tão esperado  “Só Garotos”.

Fiquei surpresa com como minha intuição acertou em cheio novamente. O livro é realmente muito bom.

Ela relata acontecimentos de sua infância com tantos detalhes, que você sente como se houvesse presenciado isso também.

 

O foco do livro, é o romance de Patti com o fotógrafo Robert Mapplethorpe, á quem  prometeu escrever esse livro antes que ele morresse de AIDS em 1989. O modo como  eles superaram as dificuldades, o modo como se amavam, como tratavam um ao  outro é realmente muito mágico e especial, como a sinopse diz, eram um casal  extraordinário. Não vou contar detalhes porque estou indicando, e se eu contar o  que acontece ninguém vai querer ler.

Indico totalmente! Apesar de ainda não ter terminado (estou no capítulo Holtel        Chelsea, que é o terceiro de 5 capítulos, depois do Prefácio) até a parte que eu li até    agora, posso afirmar que é um dos melhores que eu já li.

Quem quiser saber mais sobre o livro, pode ver a sinopse no site da Saraiva ou da  Livraria Cultura .

PS: A foto é só para mostrar o livro. O cabelo bagunçado e a cara de sono são brindes.

PS²: A qualidade da foto também não é uma das melhores … sabe como é câmera de celular né ?!

Beijos sabor pistache

Os 10 mandamentos caninos me fazem chorar ):

4 Fev

Olá queridíssimos leitores desse blog,

Desculpem-me pela falta de atualização do blog. É que ultimamente estou sem tempo (minhas férias já acabaram) e sem inspirações para um novo post.

Hoje, passei o dia revirando a internet de cabeça pra baixo, procurando alguma boa idéia para um post. Quando entrei no Não Salvo, vi um link dos 10 mandamentos caninos:

Sou muuuito sentimental com essas coisas de animais, principalmente de cachorros. Perdi meu “filhinho” do meio ( R.I.P. Scooby-Doo ♥ ) faz muito pouco tempo e ultimamente estou mais sentimental ainda em relação aos cachorros. Nem preciso dizer que chorei ao ler isso né?? Bem, graças a Deus, tenho ainda dois amiguinhos pra me consolar: O meu “filho” caçula Snoopy e meu “irmão” Joli.

Bom, esse não foi o meu primeiro “filhote” que morreu.  Há muito tempo, tive o Pikachu, e o Pikachu (sim, os dois se chamavam Pikachu).  O Joli, que é o mais velho, e está conosco há 14 anos, também sofreu com a perda desses três amiguinhos, já o Snoopy, como é o caçula, nunca perdeu nenhum amiguinho, não estava acostumado com isso, e sinto que ele ainda acha que o Doo vai voltar algum dia.

Bom, fiz esse post só para desabafar um pouco, pois me senti muuito culpada depois de ler esses mandamentos ):

Scooby-Doo, obrigada por me fazer feliz e me dar apoio nos momentos em que eu mais precisava. Obrigada por ser forte e aguentar o máximo possível. Desculpe-me se alguma vez ignorei alguma de suas necessidades ou se te abandonei quando você precisava de mim, é que muitas vezes é difícil entende-los. Sei que você estava sofrendo, e Deus sabe a hora certa de todos nós. Desculpe-me se não fiz algo a tempo, mas quero que saiba que nunca te abandonei, ou te esqueci. Espero que você esteja feliz onde quer que você esteja, reencontrando o vovô, e conhecendo as vovós.

EU TE AMO MUUITO MEU BAIXINHO, e você vai estar para sempre aqui ó -> ♥ (:

PS: Essa foto é bem antiga, de quando ele ainda andava (algum tempo antes de morrer ele ficou paraplégico ),  também é uma das minhas favoritas dele, apesar de bem simples  (:

 

Beijos (com lágriminhas) e sabor de pistache ;*